Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rosa Maria

Se fosse rica não limpava, não lavava, não arrumava, não cozinhava porque tinha de ser. Mas como não sou...

Rosa Maria

Se fosse rica não limpava, não lavava, não arrumava, não cozinhava porque tinha de ser. Mas como não sou...

22
Mar17

Como fazer tapioca * Tapioca com fiambre e ovo mexido

Rosa Maria

IMG_3242.JPG

 

Há relativamente pouco tempo descobri as maravilhas da tapioca. Uma forma saudável de tomar o pequeno almoço sem ficar enfartado mas ficando sempre bem alimentado.

Cá em casa toda a gente gosta. Até o pequeno.

 

Mas não foi simples e fácil no inicio.

 

Posso dizer-vos que o primeiro pacote que comprei foi mais de metade para o lixo porque eu não estava a conseguir fazer conforme as instruções. A farinha começava a pegar rapidamente e ei não conseguia espalhar de forma a ficar uniforme.

 

Foi então que decidi tentar peneirar a farinha. Com a ajuda de um passador lá consegui peneirar a farinha e dessa forma fazer uma tapioca uniforme.

 

Em resultado disso comprei um aparelho para peneirar farinha e nas vezes seguintes usei sempre esse aparelho.

 

Depois decidi pesquisar alguns vídeos na net e lá encontrei alguns canais brasileiros que ensinavam a fazer tapioca. A verdade é que aquilo que explicam é um pouco diferente da forma simplificada que muitas vezes está na embalagem. Aprendi o que já “desconfiava” a quantidade indicada na embalagem é pouca para fazer uma tapioca como eu gosto.

 

Assim, hoje, já mais à vontade com as tapiocas já não uso o aparelho de peneirar farinha, e faço o seguinte:

 

1. Coloco a frigideira ao lume (sem qualquer gordura).

2. Espalho uma colher grande (as que usamos para servir) de farinha de tapioca e, caso encontre espaços sem farinha cubro com mais um pouco. Costumo gastar 1 Colher e mais ¼.

3. Prenso levemente a tapioca com uma espátula e viro.

4. Ao fim de 1 minuto está pronta.

 

Para colocar acompanhamento.

 

1. Depois de virar a tapioca colocar o fiambre, depois o ovo mexido.

2. Com a ajuda da espátula dobrar a tapioca.

3. Prensar para que fique bem dobrada.

4. Retirar com a ajuda da espátula.

IMG_3243.JPG

 

IMG_3244.JPG

 

IMG_3245.JPG

 

IMG_3246.JPG

 

IMG_3247.JPG

 

IMG_3249.JPG

 

Voilá está pronta.

 

Bom apetite.

 

07
Mar17

Panquecas de Teff e banana (sem glúten) * Yammi

Rosa Maria

IMG_3205.JPG

IMG_3204.JPG

 

Uma das coisas mais fáceis e versáteis de fazer são panquecas. Acho que há mais receitas de panquecas que de bacalhau, e olhem que de bacalhau há pelo menos 1001.

A semana passada decidi comprar farinha de Teff, pelos vistos é um dos alimentos do momento e eu tinha de experimentar. Para além de apresentar um vasto número de benefícios para a saúde é ainda uma farinha sem glúten o que permite a quem não o pode, consumir comer esta delicia que são panquecas.

 

Para esta receita usei a Yammi. É mais rápida e não tenho de sujar tanta coisa. Quem não tem pode fazer na mesma que ficam boas da mesma forma.

 

Ora aqui fica a receita.

 

Ingredientes

1 Chávena da farinha de Teff

1 Colher de sopa (rasa) de açúcar mascavado

1 colher de café de fermento em pó

1 Banana (de preferência madura)

1 Colher de sopa de óleo de coco bio

200 ml de natas de soja

1 Ovo

1 Colher de chá de essência de baunilha

 

Preparação

Colocar a banana na Yammi e usar o turbo para a fazer em papa.

Adicionar o óleo de coco e o ovo e ligar 1 minuto na velocidade 4 (sem temperatura).

Adicionar as natas e ligar 2 minutos na velocidade 3 a 37ºC.

Juntar a farinha, o fermento e o açúcar. Ligar 30 segundos na velocidade 4 (sem temperatura).

A massa está pronta.

 

Numa frigideira quente, eu gosto de usar uma boa frigideira anti aderente sem qualquer gordura, mas podem usar um pouco de óleo de girassol, óleo de coco ou manteiga para untar a frigideira.

Colocar porções equivalentes a ½ concha de sopa por panqueca.

 

O que notei é que esta farinha cozinha mais depressa por isso assim que começar a borbulhar virem logo.

É normal ficarem mais escuras que com a farinha normal.

 

IMG_3206.JPG

 

IMG_3207.JPG

 

 Nós adorámos e vai ser para repetir.

 

06
Mar17

Uma quiche de sobras

Rosa Maria

IMG_3227.JPG

 

Cá em casa adoramos quiche. Porque é saborosa, versátil, demora pouco mais de 20 minutos a estar pronta e mais de metade do tempo não temos de fazer nada. Porque fica boa para levar na marmita no dia seguinte e porque permite aproveitar sobras.

Detesto estragar comida e é com a quiche que aproveito muitas das sobras.

Foi isso que fiz com esta quiche de peru, azeitonas e queijo de 5 pimentas. Ficou uma delicia para jantar e ainda ficou para o dia seguinte.

 

Ingredientes

1 Esperada de peru (estas eram as sobras)

3 colheres de sopa de azeitonas pretas em rodelas

Queijo 5 pimentas em cubos

5 Ovos

1 Embalagem de natas (200 ml)

1 Embalagem de massa folhada fresca

Sal q.b.

Coentros

 

IMG_3218.JPG

 

IMG_3219.JPG

 

 

Preparação

1. Ligar o forno a 200º C.

2. Colocar a massa folhada numa tarteira.

3. Cortar a carne de peru em pedaços pequenos.

4. Bater os 5 ovos e juntar as natas. Temperar com um pouco de sal. Bater de novo.

5. Dispor a carne de peru e as azeitonas em cima da massa. Juntar os ovos e natas. Distribuir os cubos de queijo e salpicar com os coentros picados.

6. Levar ao forno por 15/20 minutos. (depende de cada forno).

 

IMG_3221.JPG

 

IMG_3222.JPG

 

IMG_3223.JPG

 

Voilá jantar / almoço feito.

Espero que gostem.

 

02
Mar17

Coxas de frango no forno com curcuma (açafrão da Índia)

Rosa Maria

IMG_3175.JPG

 

Mais uma receita de forno!

É verdade.

Mais uma receita boa para fazer ao fim de semana e deixar comida preparada para os dias de trabalho. Uma receita rápida de fazer que vai bem na marmita.

Durante a semana contamos os minutos que temos para nós, entre todos os afazeres, uma criança pequena, uma casa e dois cães, temos de encontrar as nossas estratégias.

Uma delas passa por deixar parte das refeições preparadas ao fim de semana, faz com que os primeiros dias de trabalho sejam menos carregados e existam menos preocupações com "o que é que levamos amanhã para almoço? ou "o que é que fazemos para o jantar?". 

Para não falar que evita cair na rotina de comer fora todos os dias.

Coisa que pode dar cabo da linha e da carteira .

 

Esta é uma receita que fazemos muitas vezes cá em casa e ninguém se cansa.

 

Ingredientes:

8 coxas de frango

1/2 limão

açafrão da india

cardamomo

sal

azeite

vinho branco

 

IMG_3161.JPG

 

IMG_3162.JPG

 

IMG_3163.JPG

 

Preparação:

Num tabuleiro de ir ao forno ou num pirex colocar sal e dispor as coxas de frango.

Temperar com um pouco mais de sal, colocar a curcuma em cima das coxas (tentar distribuir) e temperar com tempero para aves (a gosto). Esmagar algumas sementes de cardamomo e acrescentar.

Colocar um fio generoso de azeite e um pouco de vinho no fundo do tabuleiro.

 

IMG_3160.JPG

 

Levar ao forno a 190º C / 200º C até as estarem bem douradinhas (nós gostamos bem douradinhas, depois deverá ser a gosto).

 

Fica ótimo acompanhado com arroz branco bem soltinho.

 

28
Fev17

Caldeirada no forno

Rosa Maria

IMG_3165.JPG

 

O forno é um dos eletrodomésticos mais usados cá em casa. Para mal da minha conta da luz e para beneficio da EDP.

Gosto de cozinhar no forno porque me permite mais distrações. Posso ir tratar de outras coisas enquanto tenho a comida a fazer. Coisa que com o lume nem sempre é tão simples. Para além disso com uma criança pequena em casa não gosto de andar à pressa com tachos e panelas. Ainda que o pai esteja a tomar conta dele e ele proibido de entrar na cozinha quando a mãe está a fazer o jantar.

 

Adoro ir ao mercado local.

Compro ingredientes frescos, biológicos, tudo dos produtores locais e a ótimos preços. Nem se imagina o “desconto” que temos quando não temos de pagar o rotulo “bio”.

É só “da terra”.

Depois dos legumes e das frutas fui à minha peixeira com a ideia de levar algum salmão e acabei com meio quilo de caldeirada e a ideia de a fazer no forno para ser mais simples e rápida.

Assim foi. Cá me casa adorámos.

Aqui fica a receita.

(fizemos a semana passada e esta repetimos, nesta semana coloquei também pimento, fica bom das duas formas)

 

Ingredientes:

1 tomate maduro

1 cebola pequena

4 dentes de alho

500 gr de caldeirada (pedir sem choco, demora mais a cozinhar)

Coentros (lá estão eles outra vez…)

Sal

Tempero para peixe (uso do LIDL)

Batatas cortadas em cubos (quantidade a gosto)

Vinho branco

 

Ó Rosa e como fazes?

Simples.

Num pirex colocar a cebola e o tomate cortados em meias luas. Acrescentar 2 dentes de alho laminados. Colocar sal.

Dispor o peixe no centro e em torno colocar as batatas cortadas em cubos. Temperar com sal e o tempero para peixe. Laminar os restantes dentes de alho em cima do peixe e colocar os coentros. Regar com um fio de azeite e colocar no fundo um pouco de vinho branco (pouco, só mesmo para ajudar a criar molho).

Levar ao forno a 180º por 35 minutos.

 

IMG_3157.JPG

 

IMG_3159.JPG

 

Voilá, almoço feito!

Espero que gostem.

 

27
Fev17

Bifes de vaca com feijão branco, alho e coentros

Rosa Maria

IMG_3182.JPG

 

Gosto de cozinhar. A sério que gosto. Mas sou lenta.

Para mim cozinhar é com tempo, sem pressões, sem relógio. Mas isso só acontece quando o rei faz anos. Durante a semana impõe-se a azafama dos dias de quem tem uma vida comum, ao fim de semana intromete-se a necessidade de sair, passear e espairecer a cabeça. Cortar e esquecer os dias sempre iguais de mais uma semana que passou. Quando não há passeios, há a necessidade de ficar estendida no sofá a vegetar em frente da televisão, a ver um filme enquanto o pequeno é pequeno que chegue para dormir sestas.

- Ahhh, o teu ainda dorme a sesta!

Dizia-me uma colega aqui há tempos.

Assim sobre o tempo que dá para inventar, re-inventar ou fazer by the book receitas novas.

 

A que trago hoje já aprendi há alguns anos num programa de televisão de uma chef de cozinha australiana. Consigo lembrar-me perfeitamente da cara desta chef mas não consigo que a minha cabeça se lembre do nome.

Uma delicia, simples, fácil e super rápido. Não uso todos os ingredientes como na receita, adaptei à minha realidade e àqueles que tenho sempre disponíveis. Espero que gostem.

 

Ora para este prato vamos precisar (receita para duas pessoas não muito comilonas, podem adaptar as quantidades):

 

2 Bifes de vaca

1 Lata / Frasco de feijão branco cozinhado (quem tenha disponibilidade pode cozinhar)

12 Dentes de alho (sim este prato leva mesmo muito alho. A-do-ro!)

Coentros picados (pedaços largos)

Azeite

Sal

Margarina ou Manteiga

 

E como se faz isto assim rápido, rápido?

 

Numa frigideira anti aderente colocar duas colheres de margarina (ou manteiga, como preferirem) e 4 dentes de alho laminados.

 

IMG_3177.JPG

 

Noutra frigideira ou WOK (eu prefiro o WOK) colocar azeite a gosto (um fio generoso, mas vejam lá não ponham o alho a boiar em azeite…ou ponham se preferirem…), juntar os restantes alhos laminados e metade dos coentros (optem por colocar nesta fase a parte dos caules dos coentros).

 

IMG_3178.JPG

 

Colocar ao lume a frigideira ou WOK com o alho e os coentros e deixar refogar um pouco. Adicionar o feijão branco e temperar com sal.

(Eu costumo passar sempre bem por água antes de usar.)

Envolver.

Enquanto o feijão fica a cozinhar em lume médio para largar sucos e ganhar sabor com o a mistura de coentros e alho, colocar ao lume a frigideira onde vamos fazer os bifes.

Logo que a manteiga esteja derretida colocar os bifes, temperar com um pouco de sal e deixar cozinhar em lume médio.

Assim que os bifes estejam feitos apagar o lume de ambas as frigideiras.

Adicionar os restantes coentros ao feijão, retificar tempero, se necessário. E envolver.

 

IMG_3179.JPG

 

IMG_3180.JPG

  

Está pronto a servir.

Demorou mais tempo a escrever o post que a fazer o jantar. 

 

20
Fev17

Lombos de salmão no forno

Rosa Maria

IMG_3137.JPG

 

Esta receita é fácil, rápida, boa para levar na marmita e literalmente sem espinhas.

Cá em casa todos levamos o almoço no dia seguinte. Todos chegamos tarde a casa e todos queremos de passar pouco tempo na cozinha porque precisamos de descansar e dar atenção ao pequeno que passa o dia sem os pais. 

Aliás todos temos saudades uns dos outros.

Por isso faz sempre falta aquela receita rápida que dê para daí a pouco estar no prato e dentro da marmita para o dia seguinte.

Esta receita de lombos de salmão no forno é ideal. Nem é preciso descongelar o salmão .

 

Para esta receita é preciso:

500 gr de lombos de salmão (comprei uma embalagem com 4 lombos)

1 limão

Azeite

Vinho branco

Tempero para peixe (comprei o meu na área gourmet do LIDL, podem encontrar outros temperos similares de outras marcas)

Puré de batata de pacote

        ou

500 gr de batatas

1 colher de sopa de manteiga

noz moscada

sal

 

E como preparar?

Ligar o forno a 180º.

Num pirex dispor os lombos de salmão (tirei diretamente do congelador, às vezes não sei de véspera o que vou fazer). Temperar com sal e o tempero para peixe. Colocar um pouco de vinho branco no fundo do pirex (acima de tudo para que o peixe não seque muito) e regar com um fio (simpático / a gosto) de azeite. 

Cortar o limão ao meio e regar os lombos com metade do sumo do limão, cortar essa metade em pedaços e dispor no pirex para dar mais sabor.

Retificar o tempero para peixe.

Levar ao forno por 35 minutos.

Depois de retirar o salmão do forno regar com o sumo do outro meio limão.

 

IMG_3129.JPG

 

IMG_3130.JPG

 

IMG_3132.JPG

 

Para quem tenha pouco tempo (que é o que me acontece muitas vezes) fazer, para acompanhar, puré de batata de pacote de acordo com as instruções. Para quem tenha mais tempo é fazer o puré.

Como?

Descascar as batatas, deixa-las cozer até se desfazerem quando picamos com um garfo. Escorrer a água, adicionar a manteiga e os temperos. Passar com a varinha mágica e voilá. 

Espero que gostem.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mytaste.com.pt

Copyright

Sei bem que já ninguém vai inventar o pão de ló. Farinha, ovos, leite e açucar podem sempre resultar num bolo. Mas há várias formas de fazer uma mesma coisa. As receitas que aqui coloco são a minha versão. As receitas que sejam inspiradas em livros, sites, blogs de outros autores serão devidamente identificadas. Posto o exposto, agradeço que não sejam copiados ou transcritos os textos deste blog e que em caso de utilização das receitas seja feita a devida referência ao espaço. A gerência agradece. Caso queiram entrar em contacto comig podem faze-lo para: blogdarosamaria@sapo.pt.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D